Primeiros socorros a animais: o que fazer e onde aprender?

Sara Paiva
Sara Paiva |  
Pet sitting |  29 março 2023 |  
10 min. de leitura
Primeiros socorros a animais: o que fazer e onde aprender?

Ninguém deseja ver o seu animal de estimação doente ou ferido. No entanto, estar a par dos procedimentos básicos de primeiros socorros a animais é essencial para agir rapidamente caso aconteça algum acidente.

Estar a par dos primeiros socorros para animais, como cães e gatos, vai permitir-lhe atuar com eficácia e pode, com toda a certeza, salvar a vida deles. Nesse sentido, reunimos aqui todas as informações necessárias para que tenha os conhecimentos adequados caso aconteça algo inesperado.

Primeiros socorros a animais: quais os procedimentos básicos?

Os primeiros socorros para animais constituem alguns procedimentos básicos com o intuito de garantir que o animal sobreviva em situações em que a sua vida possa estar em risco e em situações de emergência. Assim, estes não descuram os cuidados de um médico veterinário e, portanto, deverá levar o animal a uma consulta o mais breve possível.

É normal que nunca pense que o seu cão ou gato venha a sofrer um acidente ou que este se sinta mal, mas a verdade é que são várias as situações em que o seu patudo pode precisar da sua ajuda.

De entre as várias condições que carecem de primeiros socorros podemos mencionar, por exemplo:

  • Alergias

  • Atropelamentos

  • Convulsões

  • Cortes

  • Engasgos

  • Envenenamento

  • Fraturas

  • Intoxicações

  • Queimaduras

Em todas estas situações, existem procedimentos básicos de primeiros socorros a animais que pode realizar e podem, de facto, salvar a vida do seu amado patudo enquanto procura ajuda do seu médico veterinário.

Se tem um cuidador de animais de estimação, garanta que este tem conhecimentos de primeiros socorros a animais. Regra geral, estes profissionais são dedicados e, portanto, muitos deles têm um curso de primeiros socorros para animais.

Procura um pet-sitter qualificado? Encontre aqui

Primeiros socorros para animais com alergia

Se o seu animal estiver a coçar-se muito, ponha sempre em causa uma possível alergia. Infelizmente, as alergias em cães e gatos são muito comuns, podendo estas serem agudas ou crónicas.

Caso a alergia seja muito severa, é possível que o seu animal de estimação tenha dificuldades respiratórias, feridas espalhadas pelo corpo, inflamação no local e queda de pelo.

Não há muito que possa fazer nesta situação, até porque não sabe qual o agente causador da alergia. Leve sempre o seu animal ao médico veterinário para que este possa diagnosticar a causa da alergia e possa administrar o medicamento mais adequado.

Primeiros socorros para animais em casos de atropelamentos e fraturas

Atropelamentos e fraturas podem acontecer nas famílias mais cuidadosas, até porque os nossos queridos animais de quatro patas tendem a fugir e escapar-se quando menos esperamos.

Caso passe por uma situação destas, antes de mais nada bloqueie o trânsito para realizar os primeiros socorros de forma segura.

Como o animal passou por uma situação muito stressante e está com muitas dores, aproxime-se com cautela, pois poderá estar agressivo (mesmo que nunca o tenha sido antes). Pegue nele com cuidado, com movimentos delicados, e tire-o da via.

Nunca realize movimentos bruscos, pois estes podem agravar as possíveis fraturas e ferimentos, principalmente se estes estiverem na coluna.

Se o animal apresenta fratura exposta, deverá estancar o sangue usando um pano limpo e pressionando a ferida. Nunca pressione para tentar colocar o osso no lugar certo. A pressão é apenas para estancar o sangue, evitando que o animal perca demasiado sangue.

Leve o patudo para um hospital veterinário próximo o mais rápido possível para que este receba o atendimento médico que precisa.

Mesmo que o animal não apresente nenhum ferimento ou fratura evidente, não deixe de levá-lo ao veterinário, pois muitas vezes estas fraturas não são expostas e pode ter ferimentos internos que podem custar a vida do seu animal.

Leia também: Vacinas para cães: Quais são as que o seu patudo deve tomar?

Primeiros socorros a animais com convulsões

As convulsões são das situações mais desesperantes que podemos assistir, mas devemos manter a calma para atuar de forma adequada. Algumas vezes, a par das contrações musculares, o animal pode apresentar olhar fixo, salivação, perda de consciência e/ou falta de controlo do esfíncter (é possível que urine).

Se passar por esta situação, garanta apenas que o seu patudo está confortável durante as convulsões para não se magoar em móveis, objetos ou pisos. Segure na cabeça para que este não bata com ela no chão.

Assim que as convulsões passarem, vá com o seu pet ao veterinário, para que este possa diagnosticar o problema que deu origem à convulsão.

Primeiros socorros para animais com cortes profundos

Se o seu cão ou gato tem um corte profundo, deverá realizar os primeiros socorros o mais depressa possível, evitando que este perca muito sangue.

Pressione o ferimento com um pano limpo e leve o seu patudo ao veterinário, pois pode ter de ser suturado.

Primeiros socorros para animais com engasgo

Se o seu animal de estimação estiver engasgado, deverá agir para desbloquear a traqueia. Se o seu amado de quatro patas é de porte pequeno, pegue nele pelas patas traseiras, deixando-o suspenso, e abane-o com cuidado para que o objeto que bloqueia a traqueia possa sair.

Caso o seu animal seja de porte médio, ou grande, levante as patas traseiras, deixando as patas dianteiras no chão, e abane de forma suave, para que o objeto saia.

Se não funcionar, tente executar a técnica de Heimlicht (a mesma que se usa nos humanos). Antes de tudo, retire a coleira do seu amigo peludo. Depois segure-o pela cintura (deve estar de costas para si) e coloque os punhos abaixo das costelas. Pressione três a cinco vezes.

Assim que ele estiver a respirar, leve o seu animal de estimação ao médico veterinário, apenas para assegurar que não tem nenhum dano nos órgãos internos.

Primeiros socorros a animais em situações de envenenamento e intoxicações

Tanto o envenenamento como as intoxicações devem-se, sobretudo, à ingestão de uma substância tóxica para o organismo do animal. Existem vários alimentos que podem levar a estes quadros, assim como alguns medicamentos, venenos, produtos químicos, e até plantas.

Se passar por esta situação, tente perceber o que pode estar na origem da intoxicação ou envenenamento, pois esta informação vai ser útil para o veterinário poder escolher a melhor medicação a dar ao seu animal.

Não há nada mais que possa fazer. Leve o animal o mais rápido possível a um hospital veterinário.

Nota importante:

Não induza o animal ao vómito, pois pode agravar a situação, dependendo da substância que está na causa do envenenamento/intoxicação.

Primeiros socorros para animais em caso de queimadura

As queimaduras são extremamente dolorosas para os nossos patudos (tal como são para nós). Assim, caso o seu pet sofra alguma queimadura, tente mantê-lo calmo, pois com a agitação e a dor ele pode magoar-se ainda mais.

Lave a zona da queimadura com água fria corrente durante, pelo menos, 10 minutos. Além de ajudar a arrefecer o local da queimadura, também vai ajudar a amenizar a dor do seu peludo.

Deve levar sempre o seu animal ao veterinário, mesmo que sejam queimaduras de primeiro grau (especialmente os animais de porte pequeno ou cachorros).

O que não fazer durante os primeiros socorros a animais?

Embora nos custe muito ver o nosso animal de estimação a sofrer e queiramos fazer de tudo para aliviar a sua dor, devemos ter alguma cautela na hora de realizar os primeiros socorros para animais.

Assim, existem algumas ações que nunca deve realizar, como:

  • Dar medicação ao seu animal de estimação sem a orientação prévia do médico veterinário

  • Usar álcool e outros desinfetantes para limpar feridas abertas dos animais

  • Tirar materiais perfurantes do corpo do animal, como pregos ou vidros, por exemplo

  • Induzir o animal ao vómito

  • Tentar colocar um osso partido no lugar

  • Fazer movimentos bruscos

Veja também: Quais as vacinas para gatos que são recomendadas?

O que ter no kit de primeiros socorros para animais?

cães vestidos com itens veterinários

Ter um kit de primeiros socorros para animais é essencial para atuar rapidamente sempre que for necessário. Tendo um kit próprio, terá sempre à mão tudo aquilo que vai precisar se o seu animal estiver magoado e precisar de curativos imediatos.

Assim, tenha uma malinha com os seguintes materiais:

  • Algodão

  • Analgésicos (sempre aqueles receitados ao seu animal pelo médico veterinário)

  • Cotonetes

  • Fita adesiva própria para cuidados médicos

  • Gaze

  • Ligadura

  • Luvas de látex

  • Pano ou toalha limpos

  • Pinça

  • Pomada dermatológica

  • Sabão neutro

  • Sabonete antissético

  • Seringa sem agulha

  • Soro fisiológico

  • Termómetro

  • Tesoura sem ponta

Curso de primeiros socorros a animais

Existem alguns cursos de primeiros socorros a animais que podem ser muito úteis para todos os tutores. Se tiver essa possibilidade, não deixe de fazer, pois pode ajudar muito na hora de um acidente ou emergência com o seu membro da família de quatro patas.

Veja aqui alguns cursos disponíveis.

Curso de Primeiros Socorros a Animais de Companhia – Associação Portuguesa de Busca e Salvamento (Aveiro)

No dia 22 de abril, vai decorrer o Curso de Primeiros Socorros a Animais de Companhia nas instalações dos Bombeiros Velhos de Aveiro, promovido pela Associação Portuguesa de Busca e Salvamento.

Curso de primeiros socorros e cuidados básicos: cães e gatos – Instituto do Animal

Poderão frequentar este curso todos os tutores de cães e gatos, assim como outros cuidadores, como treinadores, auxiliares de veterinária, pet-sitters, dog-walkers, criadores, entre outros.

Vai aprender a agir em caso de acidentes, intoxicações, feridas, choques térmicos, assim como vai aprender a avaliar sinais de alarme. Também vai saber quais os itens do kit de primeiros socorros a animais, como tratar da higiene oral, olhos, ouvidos e unhas dos seus animais de estimação.

Existe também a possibilidade de participar online, mas tem um número restrito de participantes.

Curso de Profilaxia e Primeiros Socorros Caninos (online) – CCVL

Este é um curso destinado a todos os profissionais que trabalham com cães, assim como a todos os interessados em saber como agir nos primeiros socorros a um animal e em saber mais sobre profilaxia de algumas doenças.

No final da formação obterá um diploma com a qualificação obtida, o qual é emitido pelo Centro Canino Vale de Lobos. O curso tem a duração aproximada de dois meses (100 horas).

Para que os primeiros socorros a animais sejam o mais eficazes possível, tirar um curso pode ser uma excelente opção. Caso não tenha essa possibilidade, não deixe de seguir as nossas indicações para cada uma das situações apresentadas.

Sara Paiva
Socióloga de formação, Copywriter de paixão. Sou uma apaixonada por literatura (e pelas artes em geral), o que me levou a seguir uma carreira na área da escrita. Desenvolvo conteúdos para o Toma Conta com o objetivo de ajudar os utilizadores a obterem a melhor informação possível.

Deixe o seu comentário