Como fazer uma boa preparação para exames nacionais?

Sara Paiva
Sara Paiva |  
Explicações |  21 abril 2023 |  
8 min. de leitura
preparação para exames nacionais

A fase de preparação para exames nacionais é sempre complicada, até porque, regra geral, há sempre a sensação de que não há tempo para estudar tudo o que precisamos. No entanto, seguindo algumas dicas, é possível viver esta altura do ano com maior tranquilidade e certeza de que teremos bons resultados.

Os exames nacionais envolvem muitos conhecimentos adquiridos ao longo dos três anos do ensino secundário e, por essa razão, deixam os estudantes com os “nervos em franja”. Como memorizar a matéria de três anos inteiros?

Embora possa parecer assustador à primeira vista, a verdade é que este processo pode ser mais simples se soubermos o que fazer para nos prepararmos bem para os exames nacionais.

Como fazer a preparação para exames nacionais?

Sem dúvida, os exames nacionais são as provas que mais aterrorizam os estudantes, muito pela quantidade gigantesca de matéria que é preciso estudar. Além disso, o sucesso escolar depende diretamente dos resultados obtidos nos exames, pois estes servem de base para o acesso ao ensino superior.

Como o futuro depende das classificações dos exames nacionais, é comum que os estudantes vivam este momento com grande tensão e ansiedade. No entanto, se todo o processo for feito corretamente, é possível conseguirem bons resultados e com um esforço menor.

1 – Tenha um plano de estudos

Não há nada pior do que não saber o que fazer, nem quando fazer. No que diz respeito aos exames nacionais, é fundamental criar um plano de estudos que lhe permita ter o seu dia organizado e para que possa ter uma rotina, com objetivos e metas a cumprir.

Defina os dias e horas para estudar cada uma das matérias e proponha algumas metas com datas específicas de término. Desta forma vai sentir-se mais motivado e focado.

2 – Foco e determinação

mulher a escrever num caderno

Uma vez que os exames nacionais estão à porta, é importante que, quando esteja a estudar, se concentre na disciplina a que vai prestar exame. Foque-se e concentre-se bastante durante as horas de estudo.

Assim, esta é a hora de deixar o computador e o telemóvel de lado, preferencialmente sem as notificações ativadas, para que se possa focar no que realmente importa neste momento.

Prepare um local de estudo apropriado, sem distração, onde consegue ter todos os materiais organizados. O facto de ter tudo o que precisa “à mão” evita que disperse os seus pensamentos em outras coisas que não a matéria a estudar.

3 – Saiba a matéria que tem de saber

Todos os anos são publicadas as diretrizes para os exames nacionais, nas quais constam toda a matéria que pode sair.

Os professores também vão ajudando nesse sentido, aplicando testes com a mesma estrutura que os exames nacionais. Além disso, durante as aulas, é comum que os professores façam uma revisão da matéria mais provável de constar no exame.

Saiba ainda: Que métodos de estudo existem e quais são os mais eficazes?

4 – Treine o português

Saber escrever bem é essencial para ter bons resultados nos exames nacionais, não só porque pode ser prejudicado por causa de erros ortográficos e gramaticais, mas também porque lhe permite uma melhor interpretação das questões.

Por isso, dedique sempre algum tempo à leitura, a qual se mostra crucial ao desenvolvimento de um bom português.

5 – Faça exames-modelo de livros de preparação para os exames nacionais

Com certeza já ouviu a frase: “a prática leva à perfeição”. E não poderia ser mais verdade! Em qualquer que seja a situação, quanto mais prática tivermos, melhores são os resultados obtidos.

Portanto, se quer uma boa classificação nos exames nacionais, invista em realizar exames-modelo para treinar as suas respostas. Existem muitos livros de preparação para os exames nacionais com vários exemplos de exames, muitos prestados em anos anteriores. Pode também consultar vários exames de anos anteriores no site do IAVE.

É muito provável que algumas perguntas se repitam no seu exame e, como tal, quanto mais exames-modelo fizer, mais preparado está para saber a resposta certa na “ponta da língua”.

6 – Compreenda a matéria em vez de memorizá-la

Um dos erros mais comuns entre os estudantes é que estes tentam memorizar a matéria, mas não se esforçam por realmente compreender aquilo que estão a estudar. De facto, quando percebemos o que estamos a ler, torna-se fácil depois memorizar determinados conteúdos específicos.

Assim, em vez de tentar decorar todo o livro, comece por tentar entender cada ponto da matéria. Anote depois conceitos, datas importantes e fórmulas, por exemplo, para memorizar posteriormente.

7 – Faça apontamentos à mão

Pode parecer que é algo já ultrapassado, mas a verdade é que consegue ter melhores resultados se escrever os seus apontamentos numa folha, com um lápis ou caneta. Embora o computador, tablet e telemóvel sejam uma excelente ferramenta de pesquisa, a verdade é que não são ideais para quem precisa memorizar várias informações.

Quando escreve à mão, é obrigado a pensar naquilo que está a escrever, auxiliando no processo de memorização. Além disso, a memória visual é ativada, ajudando também a decorar melhor tudo o que está a estudar.

Leia também: 9 Benefícios de escrever à mão (faz melhor do que imagina)

8 – Grave áudios com a matéria

Gravar áudios com a matéria estudada pode ser muito útil, principalmente para pessoas que têm uma boa memorização auditiva. A ideia é fazer vários áudios a explicar a matéria que está a estudar. Depois deve ouvir as gravações para memorizar aquilo que disse.

A vantagem deste método é que permite ouvir as gravações da matéria em qualquer lugar, até mesmo durante as viagens, sem causar o típico desconforto da leitura quando estamos em movimento.

Veja aqui: Como fazer resumos?

9 – Procure um explicador

Se tiver muitas dúvidas durante a fase de estudos, ou se sente que precisa de um empurrão para algumas matérias, um explicador ou professor particular pode ser a solução. Estes profissionais são altamente qualificados e estão muito habituados a estudar com alunos do ensino secundário durante a preparação para os exames nacionais.

O ideal é ter um explicador logo desde o início do ano, pois assim ele pode acompanhar todo o processo e ir tirando dúvidas mal elas surjam. No entanto, se não o fez, pode ser uma grande ajuda durante os últimos meses, ou até semanas.

Precisa de um explicador de preparação para exames nacionais? Encontre aqui

10 – Inscreva-se num curso de preparação para exames nacionais

Existem cursos intensivos de preparação para exames nacionais que também podem ser uma excelente escolha neste momento. Ao contrário dos explicadores, os cursos são dados para vários alunos ao mesmo tempo.

Se prefere estudar em grupo, esta pode ser uma escolha excelente. No entanto, deve ter em mente que a atenção dada não é individual.

11 – Mantenha atividades de lazer

Por fim, não deixe que os exames nacionais ocupem toda a sua vida. Se é verdade que estes são importantes para o seu futuro académico e profissional, também é verdade que atividades de lazer são parte fundamental da nossa saúde mental.

Nesse sentido, tendo em conta que esta fase de preparação para os exames nacionais é de grande tensão, garanta que dedica sempre algum tempo para fazer algum desporto de que goste e para conviver com familiares e amigos.

Os momentos de lazer vão dar-lhe um certo alívio, tirando-o da fonte de stress e deixando-o mais forte para enfrentar este grande desafio que tem pela frente.

12 – Tenha uma boa noite de sono

O sono é parte fundamental para o sucesso, uma vez que é ao dormir que o cérebro processa toda a informação. Assim, garanta que todos os dias dorme, pelo menos, sete a oito horas.

Assegure-se de que não tem nenhuma distração no quarto e evite usar o telemóvel antes de dormir, pois a luz azul não nos permite adormecer com facilidade, além de dar estímulos ao cérebro que o mantêm “acordado”.

Aprenda aqui: Como melhorar a qualidade do sono? 6 dicas que ajudam muito

A fase de preparação para exames nacionais pode ser marcada por muita ansiedade, mas a verdade é que não tem de ser assim. Podemos viver este momento com tranquilidade, sabendo que estamos a seguir todos os passos para termos bons resultados. Siga as nossas dicas e perceba que este processo vai ser bem mais fácil.

Sara Paiva
Socióloga de formação, Copywriter de paixão. Sou uma apaixonada por literatura (e pelas artes em geral), o que me levou a seguir uma carreira na área da escrita. Desenvolvo conteúdos para o Toma Conta com o objetivo de ajudar os utilizadores a obterem a melhor informação possível.

Deixe o seu comentário